Urgências

Diretor do Serviço

 

Enfermeiro Chefe

Nuno Falcato

Contactos do Serviço

Secretariado:
21 4345687

sec.urg.dir@hff.min-saude.pt

Responsável do Serviço

Helena Loureiro

Enfermeira Chefe

Teresa Vidal

Localização: Piso 2

Contactos do Serviço

Secretariado:

21 434 8262

 

Horário de funcionamento:

24 horas por dia

Missão:

“Prestar cuidados de saúde hospitalares de pediatria, no respeito pela dignidade do utente pediátrico (criança/pais) e utilizando de forma eficiente os recursos disponíveis, formar profissionais de elevada qualidade e desenvolver investigação em saúde”

É objectivo da UP tratar com qualidade e eficiência todas as crianças e adolescentes até aos 18 anos, exclusive, que se encontram em situação de doença aguda.

A UP encontra-se localizada no piso 2 na zona posterior do hospital, sendo constituída por uma equipa multidisciplinar experiente em Pediatria: médicos, enfermeiros, auxiliares de acção médica e assistentes administrativos, sendo que, quando necessário conta com o apoio da Cirurgia Pediátrica, Neuropediatria, Psicologia, Assistente Social, entre outras. Algumas valências não se encontram localizadas na área da UP mas sim na área na Urgência Geral, nomeadamente oftalmologia, otorrinolaringologia, ortopedia e cirurgia geral.

A UP disponibiliza atendimento de qualidade por profissionais qualificados na área da Pediatria e proporciona acesso a meios complementares de diagnóstico, laboratorial e imagiológico.

Como actuar em caso de doença aguda:

Sempre que a criança necessite de cuidados médicos imediatos, deve ligar primeiro para a Linha Saúde 24,  dirigir-se ao Centro de Saúde,  ou em casos de emergência ligar o 112.

  • Linha Saúde 24 – nº 808242424

Será realizada uma triagem dos sintomas da criança/adolescente, aconselhamento e encaminhamento se necessário ao Centro de Saúde ou à Urgência Pediátrica, de acordo com a situação clínica.

  • Centro de Saúde:

Será prestada assistência adequada à situação clínica da criança/adolescente. Sempre que necessário o médico que a observou poderá orientá-la para a Urgência do Hospital.

 

Crianças e adolescentes encaminhados pelo Centro de Saúde ou pela Linha de Saúde 24, são novamente triados à chegada à Urgência Pediátrica, contudo ficam referenciados, ou seja, ultrapassam dentro da sua prioridade as outras crianças que não realizaram este primeiro contacto.

 

Taxas moderadoras:

         Estão isentas de pagamento de taxas moderadoras todas as crianças até aos 18 anos, exclusive.

 

Triagem segundo o Protocolo de Manchester

Na UP foi instituído o Sistema de Triagem de Prioridades de Manchester, preconizado pelo Grupo Português de Triagem.

Este sistema permite identificar situações de risco para a saúde, atribuindo a prioridade de acordo com a gravidade da situação, pelo que é claro que quanto mais grave é a situação clínica mais rapidamente a criança será atendida.

 

Triagem de Prioridades:

O Sistema de Triagem de Manchester, já em vigor em vários Hospitais do País, está acreditado pelo Ministério da Saúde, Ordem dos Médicos e Ordem dos Enfermeiros. Este sistema utiliza um protocolo clínico que permite classificar a gravidade da situação de cada doente pediátrico que recorre à Urgência Pediátrica.

O objectivo desta triagem é garantir o atendimento com base na situação clinica e não apenas na hora de chegada.

  • Como se processa a Triagem de Prioridades:

Após efectuar a inscrição da criança/adolescente na Admissão de Utentes será chamado a um gabinete de triagem, onde será atendido por um Enfermeiro que fará algumas perguntas à criança/adolescente e ao seu acompanhante sobre o motivo de vinda à UP e após uma observação rápida e objectiva, é colocada uma “pulseira” à criança/adolescente com a cor da prioridade atribuída. Esta cor representa o grau de gravidade e o tempo alvo de espera para o atendimento.

  •  O que significam as cores:

Existem 5 cores: vermelho, laranja, amarelo, verde e azul, cada uma representando um grau de gravidade.

Cada cor tem 1 tempo alvo para atendimento médico:

  • Emergente – Vermelho: atendimento imediato
  • Muito Urgente – Laranja: 10 min
  • Urgente – Amarelo: 60 minutos
  • Pouco Urgente – Verde: 120 Minutos
  • Não urgente – Azul: 240 minutos

Para entender a utilidade da Triagem de Manchester, é importante ter em consideração que a missão de um serviço de urgência hospitalar pediátrico é o atendimento das situações classificadas entre o vermelho e o amarelo (emergente a urgente), ou seja que podem representar risco de vida.

Assim, é fácil perceber que as situações clínicas mais graves devem ter prioridade no atendimento. A conjugação de todos os esforços dos vários intervenientes que prestam cuidados de saúde, é imprescindível para que todos possamos oferecer mais e melhores cuidados, correctamente dirigidos, a quem deles necessita.

O SUP é constituído por:

  •  Admissão de utentes:

Encontram-se geralmente dois assistentes administrativos que realizam a inscrição da criança. Nesta fase é importante ter o cartão do cidadão ou outro documento identificativo.

  •  Sala de espera:

Com capacidade para 30 pessoas sentadas, tem dois televisores, sendo que um destes transmite informações relativas ao número de crianças que se encontram em espera para atendimento, assim como o tempo estimado para o seu atendimento. O segundo televisor está ligado aos canais da televisão portuguesa, preferencialmente aos infantis. A sala de espera dispõe de 3 casas de banho.

  • Dois gabinetes de triagem:

Onde se encontram enfermeiros devidamente creditados para realizar a triagem, atribuindo uma prioridade à criança/adolescente;

  •  Cinco gabinetes médicos:

Onde se encontram médicos qualificados para o atendimento de crianças e adolescentes;

  •  Uma sala de tratamentos:

Local onde são realizados procedimentos e técnicas complementares de diagnóstico e tratamento da situação clínica da criança/adolescente;

  •  Sala de inaloterapia:

Local onde são administrados fármacos por via inalatória;

  •  Unidade de Internamento de Curta Duração (UICD):

Local onde as crianças/adolescentes permanecem em observação, durante um período inferior a 48h, ou seja, pressupondo internamentos de curta duração, podendo ser transferidos para o internamento de Pediatria, para a Unidade de Cuidados Intensivos e Especiais Pediátricos, para o Bloco Operatório, para outro Hospital ou para o domicílio.

Fisicamente é composto por duas salas, cada uma com três camas, perfazendo uma capacidade total de seis unidades. Ambas as salas se encontram dotadas de todo o material e equipamento necessário para a permanente vigilância e monitorização da situação clinica da criança/adolescente.

A criança/adolescente pode e deve estar acompanhada durante o período de internamento por um dos pais ou pessoa significativa, nas 24 horas. Nesta unidade não existe a capacidade de haver visitas.

  •  Sala de Reanimação:

Local para o qual são direccionados utentes pediátricos em situação de risco de vida emergente.

 

Conduta da UP:

Durante a permanência da criança/adolescente na UP sigas as seguintes indicações:

  • Realizar inscrição da criança no balcão de admissão;
  • Aguardar na sala de espera pela chamada para a triagem, onde lhe será atribuída uma cor consoante a gravidade da situação;
  • Durante o percurso da criança dentro do serviço, esta pode e deve estar acompanhada por um dos pais ou pessoa significativa.

 

Valores da UP

  • Respeito pelas crianças e adolescentes, bem como pela respectiva família, adoptando uma atitude não discriminatória, qualquer que seja a sua etnia e situação social, cultural e religiosa.
  • Transmissão de informação relativa à situação clínica da criança, procedimentos diagnósticos e terapêuticos, encorajando-os a tomar decisões informadas e reflectidas.
  • Manter confidencialidade referente a toda a informação e procedimentos realizados na UP durante a estadia da criança/ adolescente.

 

Espera-se que as crianças/adolescentes e os seus acompanhantes:

  •  Zelem pelo estado de saúde da criança/adolescente, procurando garantir o mais completo restabelecimento;
  •  Forneçam aos profissionais de saúde todas as informações necessárias para obtenção de um correcto diagnóstico e tratamento adequado;
  •  Respeitem as outras crianças e adolescentes doentes;
  •  Respeitem as regras de funcionamento da UP e do HFF;
  • Utilizem os serviços de saúde de forma apropriada e colaborem activamente na redução de gastos desnecessários.

 

Diretora do Serviço

Teresa Matos

Enfermeira Chefe

Marilia Lourido

Contactos do Serviço

Secretariado:
21 434 8432

Email:

Esclareça as suas dúvidas através dos seguintes email’s, evite deslocações à Urgência Ostétrica/Ginecológica no contexto atual da COVId – 19:

apoiogravida@hff.min-saude.pt

apoioginecologia@hff.min-saude.pt

Atendendo à atual emergência de saúde pública de âmbito internacional devido ao COVID-19, declarada pela Organização Mundial de Saúde, informam-se os utentes que o Serviço de Urgência Básica do Hospital Professor Doutor Fernando Fonseca, encerrará temporariamente a partir das 20h00 de dia 17 de Abril de 2020. 

Agradecemos a compreensão de todos!

Estas medidas visam proteger a saúde dos nossos utentes, dos nossos profissionais e de toda a população.

Diretor do Serviço

 

Enfermeiro Chefe

Nuno Falcato