Distúrbios do sono: o que fazer?

A vida passa muito rápido. O tempo é precioso, assim como os momentos de descanso. A função reparadora do sono é fundamental para um nível de vida que preserve as capacidades físicas e psíquicas da pessoa.

Porém, nos últimos anos, aliado ao aumento do consumo de fármacos que influenciam o tempo que dormimos, os portugueses têm recorrido cada vez aos hospitais com perturbações relacionadas com o sono, entre elas insónias, apneia do sono, sonambulismo, pernas inquietas ou o solilóquio (o ato de falar enquanto dorme).

Este quadro de perturbações é tratável, no entanto deve considerar um conjunto de atitudes que ajudam na prevenção destes problemas, como por exemplo:

  • O quarto é um local de descanso. Procure retirar todos os objetos eletrónicos.
  • Não se levante tarde, mesmo que tenha dormido mal na noite anterior.
  • Evite refeições pesadas antes de dormir.
  • Evite bebidas alcoólicas ou com cafeínas (café, chá verde, bebidas energéticas, refrigerantes).
  • Procure evitar esforços mentais ou físicos, nomeadamente consultar a agenda ou resolver questões profissionais.
  • Se estiver acordado na cama durante mais de 20 minutos, levante-se. Saia do quarto e procure fazer alguma coisa que o relaxe até se sentir suficientemente cansado para voltar a tentar dormir.

As perturbações do sono afetam praticamente todas as pessoas em algum momento das suas vidas. No entanto, se tem dificuldade em adormecer ou sofre de insónias, consulte o seu médico para o diagnóstico. Se necessário, será encaminhado para um especialista.