Doar Sangue é dar vida

As transfusões de sangue fazem a diferença entre a vida e a morte de centenas de pacientes diariamente. O sangue funciona como um transportador de substâncias de extrema importância para o funcionamento do corpo e nos hospitais portugueses ainda não existe sangue produzido em laboratórios que possa servir as necessidades de todos.

Doar sangue é totalmente seguro. Todo o material utilizado é descartável e estéril e os técnicos que realizam a coleta são treinados para seguirem procedimentos que garantam segurança e conforto na doação.

Podem doar sangue todas as pessoas em bom estado de saúde, hábitos de vida saudáveis, peso igual ou superior a 50kg e idade compreendida entre os 18 e 65 anos.

Para uma primeira dádiva o limite de idade é 60 anos, fazendo-se sempre acompanhar do Cartão de Cidadão e do Cartão de Dador.

Embora o dador seja sempre avaliado por um profissional de saúde, existem fatores que são automaticamente eliminatórios:

  • Peso inferior a 50 Kg
  • Problemas de saúde
  • Histórico de utilização de drogas ilícitas injetáveis
  • Malária
  • Epilepsia ou crises de asma;
  • Ter diabetes;
  • Histórico familiar de Doença de Creutzfeldt-Jakob
  • Cirurgias ou endoscopias nos últimos 4 meses
  • Realização de tatuagens ou piercings nos últimos 4 meses
  • Ter efetuado tratamentos dentários na semana anterior
  • Gravidez ou amamentação

Se está em condições para ser dador de sangue, não hesite. Dirija-se a uma unidade de recolha, que podem ser um hospital, centro de saúde, bombeiros, unidades móveis e centros Regionais do Instituto Português do Sangue e ajude a salvar vidas.