HFF recebeu novos 101 Médicos Internos

Em conferência de Boas Vindas, Francisco George desafia os Médicos Internos a fazer cumprir a Esperança Média de Vida dos Portugueses

Os mecanismos para “cumprir” a esperança média de vida dos portugueses – hoje de 70 anos – foi a reflexão deixada por Francisco George na intervenção que hoje teve no Hospital Fernando Fonseca.

Convidado de honra da Recepção aos Internos, o médico de Saúde Pública, director-geral de Saúde nos últimos 12 anos e hoje presidente da Cruz Vermelha Portuguesa, deixou aos novos médicos o desafio de que se cumpra a esperança média de vida dos portugueses. Apontando causas extraordinárias para que 25 mil portugueses não tenham conseguido atingir os 70 anos – acidentes de viação, consumos exagerados de álcool e drogas e os acidentes vasculares – Francisco George “atribuiu” aos novos médicos um grande peso na responsabilidade de diminuir as mortes prematuras que ocorrem por força das doenças em Portugal.

Um desafio que carece da colaboração de todos, nomeadamente através da mudança de estilos de vida para os quais o ex-director geral de Saúde envolveu de forma muito clara os novos médicos que escolheram o HFF para dar os primeiros passos na profissão.

Recorde-se que o Hospital Fernando Fonseca é uma das instituições do SNS com mais procura pelos recém-licenciados em Medicina, tendo registado a entrada hoje de 101 novos médicos internos.

Que sejam bem vindos!