Institucional

Composição atual do CA:

  • Dr. Marco António Franco Lopes Ferreira – Presidente do Conselho de Administração
  • Dr.ª Joana Carmona Nicolau Chêdas Fernandes – Vogal Executiva
  • Dr.ª Alexandra Isabel Castanheira Afonso Alves Ferreira – Vogal Executiva
  • Dr.ª Ana Maria Herrero Valverde – Vogal Executiva – Diretora Clínica
  • Enf.º Rui Jorge Dias dos Santos – Vogal Executivo – Enfermeiro Diretor

Despacho nº 3454/2020

Despacho nº 3454/2020 ( PDF)

Direção Clínica

A Direção Clínica desenvolve a sua atividade de forma a promover, implementar, e assegurar os melhores cuidados de saúde de acordo com os bons princípios da Governação Clínica, no mais profundo respeito pelas pessoas doentes a nosso cargo, utilizadores dos nosso serviços, que constituem a razão fundamental de existência da estrutura hospitalar. A Direção Clínica deverá desenvolver a sua atividade em estreita articulação com as outras Direções do HFF, de forma a contribuir para um funcionamento integrado e coerente do Hospital.

A sua filosofia de intervenção assenta no pressuposto de que a organização funcional clínica fundamental do Hospital tem por base a existência de Serviços. Esta prática deverá ser desenvolvida com base numa cultura em que é respeitada a autonomia dos clínicos e favorecida a sua responsabilização (princípio fundamental para um bom desempenho e que está na base da promoção da melhoria da qualidade do trabalho clínico).

A Direção Clínica tem a seguinte constituição:

Diretor Clínico:

  • Ana Maria Herrero Valverde

Adjuntos da Direção Clínica:

  • Helena Cristina Pinto P. Loureiro Gonçalves Silva
  • Paulo Manuel Valle Flor Telles Freitas
  • Victor Manuel Antunes Fernandes Nunes
  • Maria Gabriela Abrantes Henriques Rosado Gasparinho.

Direção de Enfermagem

A Direção de Enfermagem é uma direção técnica de primeira linha directamente dependente do Conselho de Administração. Esta Direcção é composta pelo Enfermeiro Diretor e três Enfermeiras Adjuntas.

O Enfermeiro Diretor integra por inerência o Conselho de Administração como vogal executivo. A Direção de Enfermagem compete a direção dos serviços de Enfermagem e Ação Médica do Hospital.

A Direcção de Enfermagem contribui para a máxima eficiência na organização dos cuidados de Enfermagem, assegurando elevados níveis de qualidade dos serviços, através:

  • Da existência de um sistema de melhoria contínua da qualidade dos cuidados de Enfermagem;
  • A existência de uma estratégia de formação contínua dos Enfermeiros e AAM, promotora do desenvolvimento profissional e da qualidade;
  • Monitorização de um conjunto de indicadores de qualidade e eficiência.

A Direção de Enfermagem tem a seguinte constituição:

Enfermeiro Diretor:

  • Rui Santos

Enfermeiras Chefes – Adjuntas da Direção de Enfermagem:

  • Lurdes Toscano – Enfermeira Adjunta da Direção de Enfermagem
  • Fátima Honrado Ferreira – Enfermeira Adjunta da Direção de Enfermagem
  • Helena Ribeiro da Silva – Enfermeira Adjunta da Direção de Enfermagem
  • Fernanda Dantas – Enfermeira Adjunta da Direção de Enfermagem

Consulte aqui o organograma.

Princípios de Bom Governo

Consulte aqui os princípios de bom governo.

Regulamento Interno

Consulte aqui o regulamento interno do HFF.

Órgãos sociais e Modelo de Governo

Consulte aqui o modelo de governo aplicado de 2020 a 2022.

Consulte aqui o modelo de governo aplicado de 2017 a 2019.

Consulte aqui o modelo de governo aplicado de 2014 a 2016.

 Informação Financeira

Consulte aqui a informação financeira referente a 2012/2013.

Consulte aqui o esforço financeiro público referente a 2011/2013.

 

Regulamento Comunicação Irregularidades

Consulte aqui o regulamento de Comunicação de Irregularidades a adotar em matéria de comunicação de irregularidades.

Ficha Síntese

Consulte aqui a ficha síntese referente a 2013.

Consulte aqui a ficha síntese referente a 2011.

Plano de Prevenção de Riscos

Consulte aqui o plano de prevenção de riscos, de corrupção e infrações conexas referente a 2020.

Avaliação do Plano de Prevenção

Consulte aqui a avaliação do plano de prevenção de riscos, de corrupção e infrações conexas referente a 2020.

 

Ética

Consulte aqui o código de ética.

Proteção de Dados

Encarregado de Proteção de Dados

José Fernando Vilageli Ribeiro

Email: epd@hff.min-saude.pt

Consulte: Política de Privacidade e Protecção de Dados

 

Declarações de Inexistência de Incompatibilidade 2020

Consulte aqui a declaração de Dídia Silva

Consulte aqui a declaração de Ana Nazaré Albuquerque

Consulte aqui a declaração de Cátia Caldeirita

Consulte aqui a declaração de Nila Bradacim

Consulte aqui a declaração de Tânia Silva

Consulte aqui a declaração de Renata Afonso

Consulte aqui a declaração de Maria Gabriela Albuquerque

Consulte aqui a declaração de Maria Luísa Ximenes

Consulte aqui a declaração de Patrícia Menino

Consulte aqui a declaração de Ana Lúcia Amaral

Consulte aqui a declaração de Carla Purgatório

Consulte aqui a declaração de José Pedro Louro

Consulte aqui a declaração de Maria Rosalina Barroso

Consulte aqui a declaração de Paula Alexandre Costa

Consulte aqui a declaração de Andreia Pragosa

Consulte aqui a declaração de Ana Rita Ferreira

Consulte aqui a declaração de João Miguel Fernandes

Consulte aqui a declaração de João Pedro Soares

Consulte aqui a declaração de Maria Conceição Sousa

Consulte aqui a declaração de Maria João Oliveira

Consulte aqui a declaração de Sónia Teixeira

Consulte aqui a declaração de Ivone Oliveira

Consulte aqui a declaração de Pedro Frade

Consulte aqui a declaração de Luís Brizida

Consulte aqui a declaração de Pedro Magno Santos

Consulte aqui a declaração de Susana Branco

Consulte aqui a declaração de Teresa Nunes

Consulte aqui a declaração de Susana Neta

Consulte aqui a declaração de Alexandra Ferreira

Consulte aqui a declaração de Ana Alexandre

Consulte aqui a declaração de Carla Ferreira

Consulte aqui a declaração de Carlos Marques

Consulte aqui a declaração de Celeste Valado

Consulte aqui a declaração de Pedro Beckert Rodrigues

Consulte aqui a declaração de Ana Paula Prata

Consulte aqui  a declaração de Cláudia Alexandra Costa

Consulte aqui a declaração de Alexandra Martins

Consulte aqui a declaração de Ana Paula Coelho

Consulte aqui a declaração de Janet Silva

 

 

Declarações de Inexistência de Incompatibilidade 2019

Consulte aqui a declaração de Adelaide Aguiar

Consulte aqui a declaração de Alexandra Ferreira

Consulte aqui a declaração de Álvaro Alves

Consulte aqui a declaração de Ana Albuquerque

Consulte aqui a declaração de Ana Alexandre

Consulte aqui a declaração de Ana Lucena Portugal

Consulte aqui a declaração de Ana Lúcia Amaral

Consulte aqui a declaração de Ana Miranda

Consulte aqui a declaração de Ana Paula Prata

Consulte aqui a declaração de Ana Rita Ferreira

Consulte aqui a declaração de Andreia Pragosa

Consulte aqui a declaração de Carla Costa

Consulte aqui a declaração de Carla Purgatório

Consulte aqui a declaração de Carlos Marques

Consulte aqui a declaração de Carlos Morais

Consulte aqui a declaração de Cátia Caldeirita

Consulte aqui a declaração de Celeste valado

Consulte aqui a declaração de Cláudia Alexandra Costa

Consulte aqui a declaração de Cláudia Elias

Consulte aqui a declaração de Diana Matos

Consulte aqui a declaração de Edmilson Oliveira

Consulte aqui a declaração de Elisabete Santos

Consulte aqui a declaração de Elisabete Silvestre

Consulte aqui a declaração de Fernando Ferrito

Consulte aqui a declaração de Filipe Freire

Consulte aqui a declaração de Francisco Madeira

Consulte aqui a declaração de Honrado Ferreira

Consulte aqui a declaração de Ivone Oliveira

Consulte aqui a declaração de João Miguel Fernandes

Consulte aqui a declaração de João Pedro Soares

Consulte aqui a declaração de Maria Adelaide Serra

Consulte aqui a declaração de Maria Antónia Nazaré

Consulte aqui a declaração de Maria Gabriela Albuquerque

Consulte aqui a declaração de Maria João Oliveira

Consulte aqui a declaração de Maria de Lurdes Tavira

Consulte aqui a declaração de Marília Lourido

Consulte aqui a declaração de Nila Bradacim

Consulte aqui a declaração de Nuno Arraiolos

Consulte aqui a declaração de Nuno Bragança

Consulte aqui a declaração de Patrícia Menino

Consulte aqui a declaração de Paulo Freitas

Consulte aqui  a declaração de Pedro Faria Frade

Consulte aqui a declaração de Pedro Laranjeira

Consulte aqui a declaração de Pedro Louro

Consulte aqui a declaração de Renata Afonso

Consulte aqui a declaração de Rosa Ribeiro

Consulte aqui a declaração de Rui Mendes

Consulte aqui a declaração de Sara Gonçalves

Consulte aqui a declaração de Sónia Teixeira

Consulte aqui a declaração de Susana Branco

Consulte aqui a declaração de Tânia Silva

Consulte aqui a declaração de Teresa Nunes

Consulte aqui a declaração de Mario Lagaillarde

Consulte aqui a declaração de Maria Rosalina Barroso

Consulte aqui a declaração de Filipe Chibante

Consulte aqui a declaração de Sónia Semião

Consulte aqui a declaração de Isabel Prieto

Consulte aqui a declaração de Carla Vicente

Consulte aqui a declaração de Maria Cristina Henriques

Consulte aqui a declaração de Paula Alexandra Marques

Consulte aqui a declaração de Maria Manuela Novo

Consulte aqui a declaração de Catarina Martins

O Hospital Prof. Dr. Fernando Fonseca, E.P.E., tem desde a sua fundação em 1994, uma especial preocupação com a Qualidade, o que se tem traduzido num esforço contínuo para melhorar os seguintes aspectos fundamentais:

  • Qualidade dos cuidados de saúde prestados;
  • Satisfação dos utentes, visitantes e profissionais;
  • Eficiência económica e financeira;
  • Minimização do risco e incremento da segurança, em todos os seus aspectos clínicos e não clínicos.

Tendo sempre em consideração as necessidades e expectativas, presentes e futuras, dos profissionais, maximizando a sua qualidade de vida e minimizando os riscos associados à atividade, nomeadamente a decorrente da prestação de cuidados de saúde.

Objectivos e Política da Qualidade

O Hospital tem por objectivos a prestação de serviços de saúde, no âmbito do Serviço Nacional de Saúde, bem como o desenvolvimento de actividades de formação e de investigação.

Na sua actividade, o Hospital rege-se pelos seguintes objectivos:

  • Assegurar a prestação de cuidados de saúde de qualidade, acessíveis em tempo oportuno;
  • Garantir, em todo o processo de prestação de cuidados, a segurança do doente;
  • Assegurar a sustentabilidade económica e financeira, promovendo a eficiência na utilização dos recursos e a efectividade nos resultados.

O Hospital tem como política de qualidade a melhoria contínua quer dos cuidados de saúde quer dos serviços de gestão e apoio, de acordo com as necessidades e expectativas dos utentes. Tal política geral é assegurada por um Sistema de Gestão da Qualidade que envolva profundamente todos os níveis organizacionais do Hospital, integrando os contributos de diversos órgãos internos individuais ou colectivos.

O cumprimento dos objectivos assumidos nos contratos-programa e planos de acção é objecto de avaliação e monitorização para assegurar a concretização das metas estabelecidas e o sucesso do Hospital enquanto serviço prestador de cuidados de saúde.

Constitui também objectivo estratégico do Hospital promover a melhoria contínua de todos os níveis das suas estruturas de gestão, de forma a dotar o Hospital de um modelo de gestão responsável, competente, efectivo, participado e motivado, no quadro de uma política de permanente desenvolvimento organizacional.

A organização de centros de resultados com gestores de nível intermédio segundo matrizes funcionais, o reforço da responsabilidade da gestão clínica operacional, o desenvolvimento de modelos de intervenção por projecto ou programa, a criação de condições de participação dos diversos sectores profissionais e funcionais constituem alguns dos vectores de concretização deste objectivo.

Acreditação CHKS/Certificação ISO

O processo de Acreditação do Hospital Fernando Fonseca e Certificação dos seus serviços, enquadra-se na sua Estratégia de Qualidade e Segurança tendo, assim, como objectivos fundamentais, garantir a satisfação dos seus utentes e profissionais e desenvolver o compromisso com a melhoria continua aos diferentes níveis, assegurado a conformidade do seu sistema de Gestão de Qualidade, face a referencias de qualidade e segurança reconhecidos internacionalmente.

“Para garantir que nos preocupamos sempre em fazer melhor”

A Acreditação do Hospital é o reconhecimento internacional, formal por parte do CHKS – Caspe Healthcare Knowledge System, de que o Hospital cumpre os requisitos de qualidade exigidos por esta instituição britânica.

O Hospital Fernando Fonseca, foi o primeiro hospital português a obter esta Acreditação (2002), na altura atribuída pelo King’s Fund Health Quality Service, tendo vindo a manter a sua Acreditação até à presente data, pelo CHKS. Atualmente encontra-se Acreditado pela 5ª vez, desde Outubro de 2015, pela edição mais recente do Programa de Acreditação Internacional para as Organizações prestadoras de Cuidados de Saúde ( 4ª edição ) continuando, assim, a dar a melhor resposta a requisitos de qualidade e segurança, cada vez mais exigentes.

Estes processos de Acreditação envolvem, sempre, a realização de auditorias externas realizadas por uma equipa independente de auditores exprientes do setor dos cuidados de saúde, à atividade e procedimentos do Hospital, tanto a nível dos Serviços Clínicos, como dos não clínicos (Exs: Negociação e Logística, Serviços Hoteleiros e Serviços Gerais; Gestão de Recursos Humanos; Gestão das Tecnologias e Informação). Estas auditorias podem ir, assim, desde a verificação ao cumprimento de critérios de segurança cirúrgica, de critérios de alta dos doentes ou da administração segura de medicamentos até, à avaliação de critérios de gestão dos resíduos hospitalares ou à verificação da existência de um plano de emergência.

O CHKS é uma prestigiada entidade acreditadora independente, que supervisiona e acredita unidades de saúde, em todo o mundo, seguindo padrões de qualidade, baseados nas melhores práticas internacionais

Por outro lado, e em complementaridade, tem vindo a fazer parte da Estratégia da Qualidade e Segurança do Hospital, a Certificação de Qualidade, gradual, de acordo ISO 9001, de alguns dos seus Serviços. Atualmente a Certificação segundo a Norma NP EN ISO 9001:2008, estende-se a 12 Serviços do Hospital:

  • Serviço de Anatomia Patológica
  • Serviço de Patologia Clínica
  • Serviço de Imunohemoterapia
  • Serviços Farmacêuticos
  • Serviço de Imagiologia
  • Serviço de Esterilização
  • Bloco Operatório Central
  • Unidade de Cirurgia Ambulatória
  • Serviço de Urgência Obstétrica e Ginecológica
  • Unidade de Negociação e Gestão de Contratos
  • Unidade de Gestão Logística
  • Serviço de Consulta Externa

Sistema de Gestão da Qualidade

O Serviço da Qualidade, do HFF, integra o Gabinete de Gestão do Risco e tem como missão promover, no hospital, uma cultura de melhoria de Qualidade e Segurança, através da assessoria e consultoria aos serviços clínicos e de apoio geral, em convergência com as políticas do Hospital, que garanta os melhores e mais seguros cuidados de saúde, com a satisfação dos “Clientes e Fornecedores Externos e Internos”, ao mais baixo custo.

Histórico da acreditação e certificação do Hospital Prof. Dr. Fernando Fonseca:

  • 2000 – 1º Hospital Português a ser Acreditado pelo King’s Fund
  • 2004 – Certificação de Serviços ISO e 2ª Acreditação pelo CHKS
  • 2007 – Certificação de Serviços ISO e 3ª Acreditação pelo CHKS
  • 2011 – Certificação de Serviços ISO e 4ª Acreditação pelo CHKS
  • 2015 – Certificação de serviços ISO e 5ª Acreditação pelo CHKS

Indicadores de Qualidade

Prestar cuidados com segurança

  • Taxas de mortalidade (Bruta e Ajustada pelo Risco)
  • Taxas de readmissão de doentes (Bruta e Ajustada pelo Risco)
  • Taxa de Partos por Cesariana
  • Demora Média (Bruta e Ajustada pelo Risco)
  • Índice de Complicações ajustado pelo Risco
  • Taxa de Conversão de episódios de Ambulatório em internamento
  • Prevalência e incidência de infecção
  • Prevalência e incidência de quedas
  • Prevalência e incidência de úlceras de pressão
  • Taxas de avaliação do Risco de Quedas
  • Taxas de avaliação do Risco de úlceras de pressão
  • Registo de ocorrências
  • Consentimento Informado Válido
  • Lista de Verificação de Segurança Cirúrgica
  • Taxas de consumo de solução alcoólica e higienização das mãos.

Prestar cuidados com equidade

  • % de utentes referenciados para consulta externa atendidos em tempo adequado
  • Tempo médio de resposta para consultas realizadas no CTH (dias)
  • Tempo médio de espera para Exames
  • % Desmarcação de Exames
  • % de doentes cirúrgicos tratados em tempo adequado
  • N.º de doentes em LIC (Mediana do tempo espera (dias); Média do tempo espera (dias)
  • % Cirurgia Ambulatório / Total Cirurgia Programada

Escutar o Utente

  • Inquérito de satisfação (telefónico e internamento)
  • Gestão de Reclamações /Sugestões/Elogios