Verão: Evite intoxicações alimentares

Os dias quentes de verão convidam a passar mais tempo no exterior mas, no que toca a alimentação, nem todos os produtos conseguem superar as temperaturas ou condições desequilibradas de conservação, deteriorando-se. Reúnem-se assim condições favoráveis ao aparecimento de intoxicações alimentares.

A intoxicação alimentar pode ser causada por diversos microrganismos que se procriam em alimentos mal passados ou mal conservados. Os principais sintomas são o vómito e a diarreia e surgem algumas horas após comer o alimento contaminado.

O tratamento é feito com hidratação e repouso, não sendo necessário tomar medicação, a menos que os sintomas sejam persistentes. Nesse caso, é aconselhável intervenção hospitalar para evitar um quadro de desidratação.

Todas as faixas etárias devem ter atenção nesta altura do ano. No entanto, é de especial importância uma vigilância atenta às crianças e idosos, uma vez que os sistemas imunitários são mais vulneráveis a agressões alimentares.

A chave está na prevenção, por isso devem ser tomados alguns cuidados:

  • Não comer alimentos mal passados;
  • Controlar a temperatura dos alimentos;
  • Não comer em restaurantes em que os alimentos estejam expostos;
  • Levar alimentos de casa para a praia;
  • Em dias de muito calor, evitar comer maionese e outros molhos que possam estragar-se com facilidade;
  • Lavar sempre as mãos com água e sabão antes de iniciar as refeições;
  • Proibido voltar a congelar alimentos que foram descongelados.