Cardiologia e Hospitalização Domiciliária iniciam projeto pioneiro a nível mundial 

14 Setembro, 2022

O Serviço de Cardiologia, em conjunto com a Unidade de Hospitalização Domiciliária (UHD), do Hospital Professor Doutor Fernando Fonseca (HFF) realizou, pela primeira vez a nível mundial, a administração de um fármaco inotrópico (que aumenta a capacidade de contração do coração) em um doente com insuficiência cardíaca, no seu domicílio.

O objetivo é, de acordo com David Roque, cardiologista do HFF, “mudar o paradigma do tratamento da insuficiência cardíaca e provar que este é um programa seguro, com benefícios para o doente, traduzidos por melhoria da qualidade de vida e redução de admissões hospitalares, assim como para o Serviço Nacional de Saúde, desviando doentes do ambiente hospitalar, mantendo a qualidade dos cuidados”.

E explica: “Este projeto foi desenhado pelo Serviço de Cardiologia, em conjunto com a UHD, e tem como principal objetivo avaliar a exequibilidade e a segurança de um programa domiciliário de administração com uma terapêutica inotrópica, que fazemos há cerca de dois anos em contexto de enfermaria, nesta população. É a primeira vez que tal é feito, quer a nível nacional, quer internacional.”

O HFF congratula as equipas que participam neste projeto em prol da melhoria dos cuidados de saúde prestados ao utente.