Dia Mundial da Terapia Ocupacional – “Pertence, Sê Tu Próprio@“ 

27 Outubro, 2021

Assinala-se hoje, dia 27 de outubro, o Dia Mundial da Terapia Ocupacional. A Federação Mundial de Terapeutas Ocupacionais definiu como tema para assinalar esta efeméride “Pertence. Sê tu própri@”, com o qual pretende assinalar e promover o poder da diversidade e da inclusão, bem como o trabalho comunitário e a capacidade de resiliência que caracterizam estes profissionais de saúde.

Diariamente os terapeutas ocupacionais procuram capacitar os utentes para a ocupação, promoção da funcionalidade, autonomia e independência de forma a promover a saúde, bem-estar e qualidade de vida. Entende-se por ocupação tudo aquilo que a pessoa realiza com o intuito de cuidar de si própria (autocuidados), desfrutar da vida (lazer) ou contribuir para o desenvolvimento da comunidade onde se insere (produtividade). Estas ocupações podem ser elementares como alimentar-se ou vestir-se ou tão complexas como conduzir um carro ou desempenhar uma atividade laboral.

Os terapeutas ocupacionais utilizam, de forma sistemática, uma abordagem centrada no utente com vista à capacitação para a ocupação. Atuam de acordo com normas éticas e deontológicas próprias, assegurando o respeito pelos valores da pessoa, promovendo o envolvimento e participação ativa desta e/ou da família/cuidadores no desenvolvimento do programa de intervenção que lhe diz respeito, tendo em conta o seu projeto de vida.

No Hospital Professor Doutor Fernando Fonseca (HFF) trabalham atualmente dez Terapeutas Ocupacionais:

–  seis no Departamento de Saúde Mental – presentes na Unidade de Internamento de Agudos, no Hospital de Dia, nas Equipas Comunitárias e na Pedopsiquiatria. Onde visam desenvolver a autonomia da pessoa nas ocupações que lhe são significativas no seu dia-a-dia, de forma a promover a saúde, o bem-estar e o sentimento de propósito e autoeficácia. Para tal, o terapeuta recorre a atividades individuais, como por exemplo: o Restaurante “Four pour la cuisine“, atividades no meio aquático, relaxamento/movimento, treino de atividades de vida diária, terapias criativas, entre outras;

 – quatro no Serviço de Medicina Física e Reabilitação que dão resposta aos diversos serviços de internamento e recebem doentes em ambulatório, com maior incidência nas áreas de Pediatria, Neurologia, Músculo-esqueléticas e Cirurgia da Mão.