Dia Mundial da Diabetes: Hospital Fernando Fonseca acompanha 4.058 doentes

Comemora-se dia 14 de novembro, o Dia Mundial da Diabetes. O Hospital Professor Doutor Fernando Fonseca (HFF) desenvolve um intenso trabalho no apoio a quem é afetado por esta doença crónica e progressiva, associada a elevados custos sociais e dos sistemas de saúde. 

Entre 1 de janeiro e 30 de outubro do 2020, o HFF realizou 8.967 consultas em doentes que têm diabetes como uma das patologias de que sofrem. Neste mesmo período verificaram-se 559 atendimentos na urgência e 1.422 episódios de internamento neste tipo de doentes. 

Na Consulta de Diabetes do HFF são seguidos regularmente 4.058 doentes (episódios ativos no período de 2019/2020). Esta consulta é composta por uma equipa multidisciplinar e desenvolve a sua atividade nas seguintes vertentes: 

 – Consulta Autónoma de Diabetes; 

– Apoio ao internamento; 

– Formação e divulgação; 

– Apoio enquadrado aos Cuidados de Saúde Primários; 

– Investigação. 

 A consulta do HFF é destinada a pessoas com diabetes tipo 1, tipo 2 e gestacional, referenciados pelos médicos de família dos Agrupamentos de Centros de Saúde Amadora e Sintra, ou referenciadas por clínicos da instituição. O HFF disponibiliza aos seus utentes as seguintes consultas nesta área: 

– Consulta de Diabetes Geral (idade superior a 18 anos); 

– Consulta da Grávida com Diabetes (tipo 1, tipo 2 e gestacional); 

– Consulta de Diabetes – Pré-concepcional; 

– Consulta de Diabetes Pediátrica; 

– Consultas de transição. 

 

O Dia Mundial da Diabetes é comemorado a 14 de novembro em memória do aniversário de Frederick Banting, que, juntamente com Charles Best, foram os responsáveis pela descoberta da insulina em 1922. Este dia visa consciencializar as pessoas sobre a doença e divulgar as ferramentas para a prevenção da diabetes, que tem tido um aumento alarmante no mundo. 

IDF – International Diabetes Federation, estima que existam 425 milhões de pessoas a viver com diabetes e que cerca de metade desconhece esse diagnóstico, sendo maioritariamente casos de diabetes tipo 2. Estima-se que a diabetes afete mais de um milhão de portugueses enquanto a «pré-diabetes» afetará cerca de dois milhões de pessoas.