Escola de Reanimação junta mais de 150 pessoas em mass training de reanimação para leigos

11 Junho, 2024

Mais de 150 pessoas dos concelhos de Amadora e de Sintra participaram na iniciativa da Escola de Reanimação do Hospital Professor Doutor Fernando Fonseca (HFF), da Unidade Local de Saúde Amadora/Sintra, concluindo o mass training de reanimação para leigos, no qual 25 formadores/instrutores ensinaram como atuar, quando ao nosso lado temos alguém em paragem cardiorrespiratória.

Enquadrada nas celebrações dos 10 anos da Escola de Reanimação do HFF, o mass training de reanimação para leigos juntou participantes que, não sendo profissionais de saúde, têm um papel relevante numa situação de emergência e devem atuar até uma possível vítima ser assistida pelas equipas especializadas de emergência.

Pedro Nunes, médico responsável pela Escola de Reanimação da ULS Amadora/Sintra, que com a sua equipa de formadores (médicos/as, enfermeiros/as) organizaram esta ação para assinalar aquela data especial, realça a diversidade e interesse dos/as participantes. «Tivemos pessoas dos dois concelhos, das mais variadas profissões e atividades: professores, educadores de infância, representantes das autarquias, estudantes, escuteiros e a todos ensinamos as vantagens dos 3 Cs – Confirmar, Comunicar, Comprimir!»

Pedro Nunes salientou a boa recetividade transmitida pelos/as participantes: «Criou-se um ambiente muito bom, mesmo não tendo sido possível realizar a ação nos espaços exteriores devido às condições climatéricas, como pretendíamos inicialmente.» «Ficámos muito satisfeitos com o retorno que nos deram.» «As pessoas estiveram sempre muito interessadas, motivadas e cooperantes, ao longo desta manhã de formação.» E conclui: «Aprenderam uma série de conceitos relacionados com o reconhecimento e intervenção perante uma paragem cardiorrespiratória e num desengasgamento. Sim, aproveitámos esta oportunidade e ensinámos o que fazer quando há uma pessoa engasgada», sublinha ainda.

A Chefe Jordânia Nascimento, dirigente no Agrupamento de Escuteiros de Queluz que se fez acompanhar com um grupo de mais de 10 adolescentes e adultos daquele agrupamento, revelou a satisfação do grupo. Na sua opinião: «este foi um bom momento para aprender, ensinar e consciencializar.» E continua: «Nas nossas atividades, costumamos sensibilizar crianças e adultos para diferentes questões relacionadas com os Primeiros Socorros, Suporte Básico de Vida e fazemos jogos à volta desses temas. Hoje foi uma oportunidade para relembrar e praticar.» «Os nossos pioneiros estiveram bastante animados e contentes ao longo da manhã.» Jordânia Nascimento refere ainda a importância do mass training da ULS Amadora/Sintra: «Foi interessante e muito importante para passar a informação a todos de como podemos agir e ajudar numa situação em que nos depararmos com alguém em paragem cardiorrespiratória.»

Ao longo da manhã, os/as formadores/as que acompanharam os diferentes grupos de participantes ensinaram ainda como atuar em cenários do dia-a-dia, simulando situações de paragem cardiorrespiratória numa escola, paragem de autocarro ou num supermercado, e nessa altura, como aplicar corretamente os 3 C’s – Confirmar, Comunicar, Comprimir!»

Convictos/as da importância destas ações junto da Comunidade, os/as profissionais da Escola de Reanimação da ULS Amadora/Sintra já pensam nas próximas ações destinadas à população ou não fora o seu lema: «Ensinar a Reanimar» e que de facto, pode ajudar a salvar vidas.