HFF possibilita consultas médicas com recurso à videoconferência

8 Junho, 2021

teleconsulta com recurso à videoconferência é uma nova realidade no Serviço de Cardiologia do Hospital Professor Doutor Fernando Fonseca (HFF). Comodidade, segurança, atendimento de proximidade e de excelência são os atributos que mais se evidenciam neste atendimento médico personalizado, implementado desde o passado mês de abril com elevados níveis de satisfação dos utentes.

Pedro Morgado, de 36 anos, sofreu recentemente um enfarte do miocárdio, e não hesita em dar a cara por “uma boa causa”, como avaliou a iniciativa inovadora do HFF. Foi a primeira vez esteve frente a frente com o seu cardiologista, o médico Miguel Santos, numa consulta de rotina através das novas tecnologias de comunicação. Sentado confortavelmente no seu escritório, e grato por evitar despender várias horas nas deslocações de ida e volta ao Hospital, esclareceu todas as suas dúvidas, passando em revista sintomas e queixas com o seu médico assistente.
Já o Dr. Miguel Santos teve oportunidade de ajustar a medicação do seu paciente, tomando devida nota no sistema de vários elementos solicitados, como os valores da tensão arterial. No sistema estavam já inseridos os resultados de vários exames complementares de diagnóstico efetuados no HFF que foram analisados pelo clínico. Na reta final da consulta foi ainda avaliada a necessidade de envio de prescrição de receituário de medicação, e marcada nova consulta de acompanhamento.

No final da teleconsulta com recurso a videochamada, Pedro Morgado revelou-se satisfeito com a inovação do formato e não hesitou em fazer um paralelo com a realidade do teletrabalho que a pandemia impôs: “Também utilizo diariamente a videoconferência em questões de trabalho, na área da saúde veterinária. É claro que nada substitui a presença física, mas o vídeo é uma excelente ferramenta numa consulta de rotina ou de seguimento. No meu caso, até agradeço que assim possam ser efetuadas”, admitiu.

 A realização de consultas de especialidades médicas com recurso à imagem “é uma realidade que se impõe não unicamente por causa do período pandémico que vivemos, mas também por uma questão de comodidade dos doentes”, refere Joana Chêdas, vogal do Conselho de Administração do HFF. Naturalmente que tal “depende da existência de condições clínicas para tal, pois as consultas médicas presenciais continuam a ser indispensáveis em várias situações, mas é extremamente importante que os hospitais se adaptem àquilo que a tecnologia hoje permite e que com isso reforcem a sua capacidade de resposta aos utentes”, refere Joana Chêdas.

Beneficiar da possibilidade de Teleconsulta no HFF é um processo digital muito simples e desburocratizado. A elegibilidade dos utentes para este formato de consulta é efetuada, caso-a-caso, pelo médico assistente numa primeira consulta presencial. É nessa consulta que é avaliado, conjuntamente com o paciente, se a seguinte poderá ser realizada através do Registo de Saúde Eletrónico (RSE).

O RSE é a plataforma do SNS que reúne a informação essencial de saúde de cada cidadão, que pode ser consultada aqui.

Atualmente o acesso à Área do Cidadão do Portal SNS pode ser feito pelos cidadãos através de autenticação com chave móvel digital, mas também, de forma muito simples, através do Número de Cartão de Cidadão ou Número de Utente de Saúde.
O paciente necessita apenas de ter ao seu dispor um computador, ou um tablet equipado com câmara de vídeo, ou um smartphone. No caso da utilização do tablet ou smartphone será necessário instalar a aplicação “MySNS Carteira”.