Reabilitação do AVC discutida por Medicina Física e Reabilitação

1 Julho, 2024

O Serviço de Medicina Física e de Reabilitação organizou a 2ª reunião científica de Reabilitação do AVC, um desafio da Sociedade Portuguesa de Medicina Física e de Reabilitação.

O tema escolhido para a reunião foi “Techno-Stroke: Tecnologia na Reabilitação do AVC”, procurando divulgar e incentivar a integração dos meios tecnológicos ao serviço da Reabilitação no SNS.
O programa é variado e conta com a participação de especialistas de todo o país, do meio clínico e académico. Contamos ainda com a equipa de Reabilitação Neurológica do Serviço de Medicina Física e de Reabilitação e colegas da UAVC, Neurologia e Neuropsicologia da ULS Amadora/Sintra.

A Reunião, promovida pela Sociedade Portuguesa de MFR, teve o total apoio do Conselho de Administração e Direção Clínica da ULS Amadora/Sintra e a parceria da Teprel, Ipsen, Abbvie e Nutricia.

O Acidente Vascular Cerebral (AVC) constitui a principal causa de incapacidade na população adulta em Portugal. Apesar da grande evolução dos últimos anos no tratamento de fase aguda, que permitiu substancial diminuição da mortalidade e da gravidade dos défices, uma parte importante dos sobreviventes carece de Reabilitação (40% em regime de internamento).
A Reabilitação constitui pois um elemento essencial do tratamento integral do AVC, com evidência robusta na recuperação funcional dos sobreviventes.
A evolução das últimas décadas tornou a tecnologia parte indissociável das nossas vidas, tendo vindo a integrar os programas de Reabilitação do AVC, a par da terapia convencional.

A nossa Interna de Medicina Física e de Reabilitação, Dra. Sofia Flores, recebeu o prémio de melhor comunicação.