Dia Nacional de Luta contra a Obesidade: recomendações para uma alimentação saudável

22 Maio, 2021

Este sábado, dia 22 de maio, assinala-se o Dia Nacional de Luta Contra a Obesidade. O Hospital Professor Doutor Fernando Fonseca (HFF) partilha um conjunto de recomendações para uma alimentação mais saudável.

A obesidade tem um forte impacto na saúde humana. A celebração do Dia Nacional de Luta contra a Obesidade (definida para o penúltimo sábado do mês de maio) visa, assim, sensibilizar a população portuguesa para os riscos associados ao excesso de peso e obesidade.

Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), a obesidade é definida como um acúmulo anormal ou excessivo de gordura corporal que pode atingir graus capazes de afetar a saúde. É uma doença crónica, de origem multifatorial e está associada a doenças crónico-degenerativas.1

Os dados do último Inquérito Nacional de Saúde (2019), divulgados pelo Instituto Nacional de Estatística, são reveladores da realidade nacional: no total 53,6% da população adulta portuguesa apresentava excesso de peso (pré-obesidade ou obesidade).2

Devido ao contexto atual, inerente à COVD-19, a Direção-Geral de Saúde conduziu um estudo entre com o objetivo de conhecer os comportamentos alimentares e de atividade física dos portugueses em contexto de contenção social. Os resultados indicam que cerca de 45,1% da população inquirida assume ter efetuado alterações de hábitos alimentares durante o período de contenção social sendo que 41,8% alterou os seus hábitos para pior.3

Questionados a respeito da perceção da alteração do peso corporal durante o período de isolamento, 16,3% terá respondido que diminuiu, 26,4% aumentou e 57,3% manteve o seu peso.3

Neste sentido, é importante promover junto da população hábitos de alimentação saudável, bem como, incentivar à prática de atividade física. Assim, a Unidade de Nutrição e Dietética do HFF recomenda, com base nas guidelines atualmente em vigor que:

  • Faça da água a sua bebida de eleição, ingerindo cerca de 1,5 a 2L por dia;
  • Comece o seu dia com um hábito saudável, nunca saia de casa sem fazer um pequeno-almoço;
  • Evite longas horas sem comer, fracionando a sua alimentação de três em três horas;
  • Aumente o consumo de frutas e hortícolas, dando preferência ao consumo de frutas nas refeições intermédias;
  • Diminua o consumo de sal, preferindo a utilização de especiarias e ervas aromáticas, utilizando por exemplo, as marinadas;
  • Reduza o consumo de açúcares e produtos açucarados da sua alimentação;
  • Aumente o consumo de peixe, ingerindo pelo menos em metade das refeições semanais;
  • Inicie as refeições principais com uma sopa de legumes ou uma salada fresca;
  • Mastigue bem os alimentos, reservando tempo para realizar as refeições pausadamente;
  • Na confeção dos alimentos dê preferência aos grelhados, assados ou cozidos em detrimento de fritos e guisados.
  • Utilize a sua mão como medida da sua alimentação (ver imagem mais abaixo);
  • E por último, DURMA! O sono é essencial à vida!

Referências:

  • Obesity: Preventing and Managing the Global Epidemic. WHO. WHO, editor. Geneva: WHO; 2000.
  • Direção-Geral da Saúde, Programa Nacional para a promoção da alimentação saudável. 2020, Direção-Geral da Saúde: Lisboa.
  • Direção-Geral da Saúde, REACT-COVID – Inquérito sobre alimentação e atividade física em contexto de contenção social. 2020, Direção-Geral da Saúde: Lisboa