15 de fevereiro é o Dia Europeu do Enfermeiro Perioperatório

15 Fevereiro, 2022

Angela Valença, enfermeira especialista em Enfermagem Médico-Cirúrgica, vertente do Doente Crítico, componente de Bloco Operatório do Hospital Professor Doutor Fernando da Fonseca (HFF), explica:

“Um enfermeiro perioperatório tem competências específicas orientadas para o acompanhamento do doente que vai ser submetido a uma intervenção cirúrgica”.

No nosso hospital, o Bloco Operatório integra a cirurgia de ambulatório, pelo que o enfermeiro perioperatório atua em várias vertentes distintas:

– Acompanhamento dos doentes submetidos a cirurgia de ambulatório, no sentido de saber se estão aptos para a cirurgia e se têm condições para voltar a casa. Todos os doentes levam consigo o contacto do enfermeiro do bloco.

– Acompanhamento dos doentes que, no pós-operatório, necessitam de internamento. São responsáveis pela vigilância e bem-estar do doente, na Unidade de Cuidados Pós-Anestésicos (UCPA), até que seja transferido para a enfermaria.

Dentro das salas de Bloco Operatório, os enfermeiros perioperatórios têm três funções:

– Enfermeiro de anestesia: recebe o doente na sala de operações. Tem a seu cargo a preparação de todo o material e da medicação inerentes à técnica anestésica. Trabalha em equipa com o anestesista.

– Enfermeiro circulante: responsável pela preparação da sala cirúrgica. Organiza todos os materiais e equipamentos necessários, para dar apoio ao enfermeiro instrumentista e ao enfermeiro de anestesia, e assegura a segurança do doente durante toda a intervenção.

– Enfermeiro instrumentista: responsável por conhecer o procedimento e a técnica cirúrgica, estando ao lado do cirurgião e antevendo todas as necessidades do mesmo.

Todas estas funções trabalham em conjunto e são interdependentes umas das outras.

Hoje é dia de celebrar o enfermeiro perioperatório. A todos, o nosso muito obrigado!