HFF reforçou significativamente capacidade em Cuidados Intensivos

15 Fevereiro, 2021

Faz hoje um mês que em entrou em funcionamento a nova Unidade de Cuidados Intensivos de Nível II (UCI II) do Hospital Professor Doutor Fernando Fonseca  (HFF), com o objetivo de reforçar uma resposta altamente diferenciada aos seus utentes face à gravidade e ao aumento de casos na terceira vaga da pandemia COVID-19. Uma UCI é último reduto de esperança para os doentes críticos infetados pelo novo coronavírus.

Nestes quase 11 meses desde o início do combate à COVID-19, o HFF conseguiu, com muito empenho, dedicação de todos os envolvidos e reorganização interna, disponibilizar 18 novas camas de Cuidados Intensivos, 15 das quais nesta nova UCI II. O HFF dispunha de 30 camas de cuidados intensivos antes do início da pandemia, sendo que neste momento totaliza 48 camas, o que representa um aumento de 60% deste tipo de camas.

Face ao plano de contingência COVID-19 do HFF, onde se consideraram 19 como número máximo de camas UCI dedicadas a estes doentes, o HFF tem mais 23 camas. Contabilizam-se assim 42 camas em UCI para COVID-19, um aumento de 121% face ao previsto inicialmente no plano de contingência COVID.

Neste registo fotográfico podemos constatar o antes e o depois da UCI II. A obra foi concluída em tempo recorde. Foram necessários apenas 72 dias.

A primeira fotografia foi registada após sete dias de trabalho intenso de demolição da antiga Unidade de Cirurgia Ambulatória I para dar lugar a este novo serviço. 65 dias depois foi registada a segunda fotografia, já com a obra finalizada.

A nova UCI II possibilita a prestação de cuidados médicos a doentes críticos que necessitam de vigilância altamente diferenciada, durante 24 horas por dia. Estas unidades, altamente diferenciadas, têm de responder a diversas certificações para puderem entrar em funcionamento. Graças a um trabalho árduo e inesgotável de diversos profissionais do HFF foi possível concluir a obra e antecipar entrada em funcionamento da UCI II. A resposta da medicina intensiva do HFF no contexto da pandemia COVID-19 saiu igualmente reforçada com esta nova unidade.