VMER do HFF: 5 anos a salvar vidas

1 Março, 2021

A Viatura Médica de Emergência e Reanimação (VMER) do Hospital Professor Doutor Fernando Fonseca (HFF) comemora hoje, dia 1 de março, cinco anos de atividade. Foi nesse dia em 2016 que foi entregue a “VMER Amadora-Sintra”, como é identificada na emergência médica pré-hospitalar, entrando efetivamente ao serviço nesse mesmo dia.

Nessa data realizou-se inclusivamente uma cerimónia que decorreu neste Hospital, e onde foram também entregues novas VMER a outros hospitais do Serviço Nacional de Saúde. Tratou-se de um dia muito significativo para a emergência médica pré-hospitalar, área muito específica de atuação e que ao nível das VMER resulta de uma parceria entre o Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM) e os Hospitais.

A VMER do HFF é a segunda mais recente das 44 viaturas deste tipo em funcionamento em território de Portugal continental. A sua equipa é atualmente constituída por 25 médicos e 20 enfermeiros do HFF, com formação específica em Suporte Avançado de Vida.

Números significativos da VMER do HFF nestes 5 anos  

Ao longo destes cinco anos de atividade a VMER do HFF foi ativada 18.041 vezes, tendo assistido 17.968 vítimas e realizado 43 partos. A estatística revela ainda que 91% das saídas correspondem a saídas médicas e 9% a situações de trauma.

Nas saídas médicas destacam-se alguns números: 1.823 ocorrências relativas a dor torácica, 1.052 crises convulsivas e 1.020 ocorrências referentes a alteração do estado de consciência.

O médico e o enfermeiro que constituem a guarnição da viatura médica tiveram a necessidade de ventilar 443 doentes, sendo que 145 desses doentes foram posteriormente encaminhados para o HFF e os restantes para outras unidades de saúde. Refira-se ainda que se verificou a necessidade de utilizar o sistema “Lucas” (este aparelho médico permite aos doentes em paragem cardíaca receber compressões torácicas contínuas e consistentes para a ressuscitação cardiopulmonar) por 329 vezes.

O tempo médio de chegada da VMER ao local da ocorrência foi de 9,5 minutos, número que é bem exemplificativo da rapidez de atuação deste meio de socorro altamente diferenciado. O tempo médio de atuação no local da ocorrência foi de 30 minutos.

57,2% das ocorrências deram-se no concelho de Sintra e 34,5% no concelho da Amadora. Os restantes 8,3% registaram-se noutros concelhos da região de Lisboa.

Mais de 53% das vítimas socorridas tinham mais de 65 anos, havendo mesmo o registo de 17,4% dos casos em idosos com idade superior a 85 anos. As vítimas com idade inferior a 18 anos representam 8,6% do total de ocorrências.

Um outro dado é ainda revelador do volume de serviço realizado pela VMER do HFF: em 2017, 2018, 2019 e 2020 foi a viatura médica com maior número médio diário de ativações. Mais concretamente 10.1, 10.9, 10.7 e 9.8 saídas por dia, respetivamente.

Este ano a situação pandémica não permite assinalar esta efeméride da forma como todos gostariam. Fica assim um agradecimento virtual do HFF a todos os profissionais que contribuíram, desde o primeiro dia, para o funcionamento da VMER e o reconhecimento pelo contributo que têm dado para salvar vidas de forma incansável.