Dar sangue: uma responsabilidade de todos

17 Janeiro, 2022

Dadora de primeira vez, Raquel Rodrigues aproveitou o início de um novo ano e veio até ao Serviço de Sangue e Medicina Transfusional (SSMT) do Hospital Professor Doutor Fernando Fonseca (HFF) por uma causa maior: dar sangue e salvar vidas.

“Vim porque sei que é preciso. Vejo nas notícias que há falta de sangue em todo o país e considero que é uma situação para a qual todos devíamos estar atentos e ajudar, se pudermos”, afirma Raquel Rodrigues.

Mãe de três meninas, uma com oito anos e, gémeas, de 12 meses, a dadora considera que esta é uma responsabilidade de todos. Conta como foi a sua primeira doação e porque decidiu fazê-la: “Vim com o meu colega e amigo, Pedro, e com a minha chefe. O Pedro é dador de sangue frequente, disse-nos que vinha hoje doar sangue, que devíamos vir e assim fizemos.”

O processo é, segundo afirma, muito simples. “Foi normalíssimo. Correu muito bem. Não doeu nada. Foi tranquilo e rápido, 12 minutos. Além disso, estive sempre muito bem acompanhada pelas profissionais do serviço. Vou voltar e continuar a dar sangue.”

Raquel Rodrigues não fica apenas pela doação e aceitou, também, o desafio de levar o cartaz do serviço e se tornar nossa embaixadora, com o objetivo de passar a palavra e levar outras pessoas a fazer também a sua doação.

“Vou colocar o cartaz no meu trabalho e vou dizer às pessoas que, um dia, podemos ser nós a precisar. Que é importante dar sangue, que não custa e que não há motivos para ter medo. Todos devemos dar sangue e tentar que os outros também o façam”, conclui.

Dar sangue é seguro. Faça a sua dádiva no SSMT do HFF nos dias úteis, entre as 8h30 e as 15h00, com exceção das terças-feiras, em que pode fazê-lo até às 17h00.

Aconselhamos a que faça o agendamento prévio da dádiva de sangue, através do número 214348279, para permitir distanciamento social e cumprimento de todas as regras de segurança.