De bicicleta até ao HFF

22 Setembro, 2022

Neste Dia Mundial Sem Carros, que se assinala a 22 de setembro, o Hospital Professor Doutor Fernando Fonseca (HFF) felicita e dá voz aos seus colaboradores que, diariamente, vêm para o trabalho de bicicleta.

Nelson Monteiro, administrativo do Serviço de Imagiologia, optou por este meio de transporte porque gosta, mas também por preocupação e respeito pelo nosso planeta: “Quem procura um estilo de vida sustentável opta pela bicicleta. Percebo que seja fácil e cómodo deslocarmo-nos de carro, mas devemos lembrar-nos que não há “Planeta B” e repensar a nossa posição em termos ambientais”, afirma.

O colaborador do HFF, que reside em Monte Abraão, afirma que tudo se tornou mais simples quando passou a deslocar-se de bicicleta: “Demoro cerca 10 minutos a chegar ao HFF e uma média de 20 minutos a chegar a casa, porque, por opção, faço um caminho maior, para passear pelos jardins. De transportes, demorava duas horas, devido ao tempo de espera entre autocarros. Além disso, andar de bicicleta liberta hormonas boas e chego ao HFF muito mais contente!”

Tiago Carvalho, auxiliar de ação médica do Serviço de Imagiologia, demora um pouco mais a chegar ao HFF, cerca de 40 minutos de bicicleta, deslocando-se desde a margem sul, mais precisamente do Monte da Caparica. No entanto, confessa que se optasse pelos transportes públicos (dois comboios e dois autocarros), o tempo de deslocação para o local de trabalho seria muito superior.

Além da bicicleta permitir-lhe deslocar-se de uma forma bastante rápida, decidiu adotar esta medida porque “O facto de vir de bicicleta todos os dias é bastante benéfico para a minha saúde, pois pratico atividade física todos os dias ao deslocar-me para o trabalho e depois para casa”, mas também porque “tenho paixão por ciclismo desde pequeno, sempre andei bastante de bicicleta e sempre gostei de ver enquanto desporto”.

As condições meteorológicas que podem dificultar o trajeto, como o vento ou a chuva, e as subidas ingremes são os principais desafios que encontra nesta forma de deslocação, mas que “nada impossibilita a realização da mesma”. Deixa ainda como mensagem que “com força de vontade, hábitos e mudança de estilo de vida tudo é possível, apenas depende de cada pessoa e do que está disposta a fazer”.

O HFF tem um estacionamento de bicicletas e trotinetes junto à entrada principal, para que os seus colaboradores, e também utentes, possam deslocar-se desta forma. O objetivo é promover uma vida mais ativa e proteger o ambiente.