Dia Mundial da Higienização das Mãos – iniciativa GCL-PPCIRA do HFF

5 Maio, 2021

Comemora-se esta quarta-feira, dia 5 de maio, o Dia Mundial da Higiene das Mãos, promovido anualmente pela Organização Mundial da Saúde (OMS). A higienização das mãos é a medida mais simples, efetiva e económica na redução da infeção associada aos cuidados de saúde.

O seu impacto na segurança do doente e na qualidade dos cuidados de saúde é inquestionável. Por esse motivo, essa é uma das áreas em que Hospital Professor Doutor Fernando Fonseca (HFF) está fortemente empenhado.

O Primeiro Desafio Global para a Segurança do Doente foi lançado pela OMS em outubro de 2005 com o objetivo de reduzir a Infeção Associada aos Cuidados de Saúde. Este desafio tem contribuído, ao longo dos anos, para a concretização de diversas ações concertadas visando para tornar os cuidados de saúde seguros.

Mas esta estratégia aposta igualmente em concretizações ao nível local, permitindo que as unidades de saúde organizem as suas próprias estratégias locais. Em 2009 o HFF aderiu à campanha da Higiene das Mãos sob as diretrizes da Direção-Geral da Saúde (DGS), integrada na campanha mundial da OMS.

Cientes da importância da higiene das mãos durante todo o processo de cuidados de saúde no HFF, o Grupo de Coordenação Local do Programa de Prevenção e Controlo das Infeções e da Resistência aos Antimicrobianos do HFF (GCL-PPCIRA) desenvolve estratégias constantes, através de ações de formação, auditorias, campanhas e estabelece indicadores internos de melhoria, de forma a manter profissionais e doentes seguros. A missão tem sido implementar uma abordagem estruturada multidisciplinar e multiprofissional de prevenção e controlo de infeção associada a cuidados de saúde, nomeadamente da adquirida durante o internamento hospitalar.

O HFF acompanha a DGS, considerando a higiene das mãos como uma medida permanente, quer em época de pandemia, quer depois da mesma, como um legado comportamental positivo. Reconhecendo o seu contributo crucial na qualidade dos cuidados de saúde, o HFF lança a iniciativa #eulavoasmãoshff.

Para Patrícia Pacheco, diretora do Serviço de Infeciologia e coordenadora do GCL-PPCIRA do HFF, a atual pandemia por COVID-19 “deu uma enorme visibilidade à importância da lavagem das mãos, esperando-se que num regresso à normalidade, que todos ambicionamos, fique como um tema presente para todos os cidadãos e também para os profissionais de saúde”. Ainda assim, “este esforço das unidades de saúde em recordar permanente esta importante mensagem tem de continuar para lá do período pandémico, pois efetivamente a lavagem das mãos também salva vidas”, conclui Patrícia Pacheco.