Dia Nacional da Anemia

26 Novembro, 2022

No âmbito do Dia Nacional da Anemia, que se assinala hoje, o Hospital Professor Doutor Fernando Fonseca (HFF) vai dinamizar, nos dias 28 e 29 de novembro, entre as 9 e as 17h, no átrio principal um rastreio da anemia e/ou ferropenia (reservas baixas de ferro) disponível a todos/as os/as utentes, visitantes e acompanhantes.

Diana Sousa Mendes, diretora do Serviço de Sangue e Medicina Transfusional (SSMT) do HFF, salienta a importância desta iniciativa: “O nosso objetivo é que cada vez mais pessoas conheçam a anemia, doença silenciosa que afeta negativamente a qualidade de vida e que tenham consciência da importância do seu diagnóstico e tratamento precoce. 84% da população afetada não sabe que sofre desta condição, o que contribui para o seu agravamento.”

Além de ter o objetivo de sensibilizar e diagnosticar a anemia e/ou ferropenia, este rastreio pretende também incentivar à dádiva de sangue. “Por um lado, aos/às utentes com valores adequados convidaremos à dádiva de sangue. Por outro, vamos recolher uma listagem dos/as utentes que apresentem valores baixos e enviá-la para o SSMT, para que possamos contactar os/as especialistas de Medicina Geral e Familiar que seguem esses utentes com indicação dos critérios de referenciação à consulta de Imuno-hemoterapia.”

A anemia resulta principalmente da falta de ferro, que afeta um em cada três portugueses, mas continua ainda a ser um problema de saúde pouco reconhecido, subdiagnosticado e negligenciado. Os sintomas associados à falta de ferro e à anemia são, também, muitas vezes desvalorizados, uma vez que facilmente se dispersam numa multiplicidade de diagnósticos, como cansaço, fadiga, palidez, insónia, alterações de humor, dificuldade de concentração e falta de memória, dores musculares ou queda de cabelo.

Assinalar este dia é fundamental. Passe por cá e aproveite a oportunidade!