Estudo avalia níveis de anticorpos após vacinação em profissionais do HFF 

26 Agosto, 2021

Um estudo científico realizado com 86 profissionais de saúde do Hospital Professor Doutor Fernando Fonseca (HFF) conclui que há uma diminuição na quantidade de anticorpos seis meses após a vacinação, mas que em praticamente todos os profissionais de saúde testados os níveis se mantiveram elevados. Estes profissionais foram vacinados contra a COVID-19 com as duas doses da vacina há seis meses.

Esta é a conclusão de uma nova fase de análise de um estudo iniciado em janeiro deste ano, e que pretende aferir a eficácia e a durabilidade dos anticorpos nas pessoas vacinadas contra o vírus. Desde janeiro de 2021 que o laboratório do Centro de Estudos de Doenças Crónicas (CEDOC) da Universidade Nova de Lisboa tem seguido a resposta à vacina da BioNTech-Pfizer contra a COVID-19 destes 86 profissionais de saúde do HFF, acompanhamento que pode durar até um ano a ano e meio.

Este estudo foi conduzido pelo Laboratório de Imunobiologia e Patogénese do CEDOC e pelo Serviço de Medicina Interna IV do HFF, dirigido por José Delgado Alves – médico e diretor do referido serviço do HFF, professor na Faculdade de Ciências Médicas da Universidade Nova de Lisboa também investigador principal do CEDOC. Foi neste âmbito que o investigador explicou à SIC o alcance do trabalho, que envolveu 86 profissionais de saúde com idades entre os 30 e os 50 anos.