HFF vacinou 200 doentes contra a COVID-19 

25 Junho, 2021

O Hospital Professor Doutor Fernando Fonseca (HFF) uniu esforços e vontades, e os seus profissionais de saúde deram mais um valioso contributo para combater a pandemia na região de Lisboa e Vale do Tejo. Numa iniciativa pioneira, em estreita articulação com a “task force” de vacinação, as várias enfermarias do Hospital foram ontem responsáveis pela vacinação contra a COVID-19 de cerca de 200 doentes que se encontravam internados na instituição com diversas patologias ou a aguardar a realização de cirurgias.

A complexa logística da operação de vacinação de oportunidade junto dos doentes internados no HFF foi montada em apenas três dias, em articulação com a referida “task force”, que cedeu as doses das vacinas. A iniciativa exigiu igualmente um minucioso trabalho que envolveu médicos e enfermeiros, quer no levantamento dos doentes a vacinar, quer na análise, caso a caso, de cada uma das suas fichas médicas.

Como no caso de Liliana Teixeira, de 40 anos, doente de risco, que recebeu com surpresa e alívio a notícia de que ia receber a segunda dose da vacina contra a COVID antes da realização de uma cirurgia programada. A paciente desabafa: “estava a entrar em desespero porque tinha de levar a segunda dose no dia 21 de junho e estava internada”.

Já Carlos Antunes, de 41 anos, ainda não tinha sido chamado ser imunizado e não escondeu a sua satisfação por fazer parte desta iniciativa do HFF. “Aceitei logo! É uma mais-valia”, disse, confessando que ficou ainda “mais feliz” ao saber que ficou imunizado com uma vacina de toma única.

A médica Helena Loureiro, que coordena o Grupo de Vacinação contra a COVID-19 do HFF, salienta o empenho dos profissionais da instituição neste processo e deixa um apelo à população: “o nosso hospital e a população que servimos foi muito fustigado pela COVID-19 no início deste ano. Este número crescente de infeções preocupa-nos, porque também põe em causa os doentes não COVID-19”. Está na mão de todos ajudar a travar a pandemia, pelo que “estamos hoje a dar o nosso contributo à campanha de vacinação, mas todos podem dar um contributo, marcando a sua vacina e com o cumprimento das regras sanitárias, como a lavagem frequente das mãos, o uso de máscara, e o distanciamento social”, reforça Helena Loureiro

A enfermeira chefe do serviço de Pediatria, Helena Ribeiro da Silva, também responsável pela vacinação no HFF, adiantou alguns pormenores desta operação. “Foram administradas vacinas a doentes de várias faixas etárias, entre os 40 e os 80 anos, sendo que em cerca de 60 casos se tratou da administração da segunda dose da vacina e nos restantes a primeira dose”, referiu. “A ideia é ter o maior número de pessoas vacinadas na área de influência do HFF”, concluiu a enfermeira-chefe.