HFF veste-se de roxo pelos Prematuros e brinda famílias com “mimo” especial

17 Novembro, 2022

A equipa de saúde do Serviço de Neonatologia do Hospital Professor Doutor Fernando Fonseca (HFF) vestiu-se, hoje, de roxo para assinalar o Dia Mundial da Prematuridade, celebrado, anualmente, a 17 de novembro. 

A cor roxa representa todas as conquistas e os lutos, os sucessos e as dificuldades, os ganhos e as perdas; todos os bebés, as famílias, as equipas, todos os que constituem este incrível mundo da prematuridade. Nós vestimos roxo, vestem connosco? 

 Um nascimento prematuro ocorre antes das 37 semanas de gestação. Traz consigo desafios como a imaturidade de órgãos seja o coração, pulmões ou outros problemas de saúde que podem manifestar-se a médio/ longo prazo. É uma situação contrária ao que idealizam pais e famílias para o momento do nascimento e por vezes, geradora de medos e angústia.

As crianças prematuras exigem cuidados especializados, em ambiente hospitalar que passam pelo internamento, mas também pela capacitação de famílias e cuidadores, de modo a saberem adaptar-se à realidade e necessidades de um/uma bebé prematuro/a. Que o digam Cissa Tavares, Liliana Carvalho e Núria Neto, mães cujos filhos nasceram mais cedo e confiam na dedicação e apoio das e dos profissionais do Serviço de Neonatologia do HFF.

No Serviço de Neonatologia do HFF, ao longo de todo o período de internamento, é realizado, junto das famílias de prematuros/as, um trabalho multidisciplinar que inclui várias sessões de esclarecimento e formação sobre parentalidade. E hoje, neste Dia Mundial houve também espaço para um “mimo” especial, realizado pelas e pelos profissionais do Serviço.