“O Hospital e as crianças”: o livro que ajuda a lidar com os medos

28 Janeiro, 2022

“O Hospital e as crianças – quando a literacia em saúde entra nas histórias” é o tema do livro de autoria de Eliana Rocha, enfermeira do Serviço de Urgência Pediátrica do Hospital Professor Doutor Fernando Fonseca (HFF), com ilustrações de Márcio Pereira, desenvolvido com o objetivo de desmitificar e dar estratégias para ultrapassar os medos das crianças em relação ao hospital.

Especialista em Saúde Infantil e Pediátrica e em Literacia em Saúde, Eliana Rocha escreveu este livro no culminar da sua pós-graduação, com a intenção de ajudar crianças em idade pré-escolar, entre os 3 e os 5 anos, e os seus pais.

“O medo das crianças é o ponto-chave quando trabalhamos num hospital. Não quero que estejam com medo e gostaria de as ajudar a combatê-lo. Gostava que percebessem que, por vezes, até lhes podemos fazer algo que seja menos agradável, mas que o intuito é sempre o melhor: ajudá-los”, explica Eliana Rocha.

O livro é composto por quatro histórias infantis escritas por Eliana Rocha, baseadas nos resultados obtidos no estudo científico desenvolvido no ano de 2021, – “Uma Corrida no Hospital”, “Fada da Coragem”, “Leão Corajoso” e “Medos e Segredos” – todas elas concebidas por forma a mudar um pouco esta realidade do medo, onde se fala de forma positiva sobre o que os mais pequenos vão encontrar no hospital, os seus receios e as formas de os superar, afetos, entre outras temáticas.

As histórias são “pintadas”, segundo Eliana Rocha, por “imagens de magia” que levam as crianças a vivenciá-las de uma forma muito bonita. “Para tal, fiz uma parceria com Márcio Pereira, um jovem de Cabo Verde, que está agora em Portugal a estudar, mas que sempre desenhou de forma autodidata”, conta a enfermeira.

Também dedicado a pais e educadores, o livro termina com uma área dedicada a estratégias, para que possam ajudar as suas crianças.

Com base na realidade

Para escrever este livro, Eliana Rocha começou por desenvolver um estudo, junto das crianças em idade pré-escolar e dos pais, com o objetivo de perceber exatamente quais os medos das crianças, de que forma conseguiam ultrapassá-los e as estratégias utilizadas, de modo a poder transportar toda esta informação para o seu livro.

“Queria escrever histórias de acordo com as necessidades e os medos das crianças. Até porque é esse o objetivo da literacia em saúde: identificar as necessidades junto das pessoas, por forma a facilitar-lhes o acesso, a compreensão e o uso dos serviços de saúde”, refere.

Eliana Rocha indica, ainda, que o estudo foi composto por duas partes – quantitativa e qualitativa – e, quando questionada relativamente às conclusões do mesmo, a enfermeira responde: “O top dos medos são ‘as picas’ e de seguida os próprios profissionais de saúde.”

Com a coordenação científica de Cristina Vaz de Almeida, diretora da pós-graduação em Literacia em Saúde do ISPA – Instituto Universitário de Ciências Psicológicas, Sociais e da Vida, “O Hospital e as crianças” é um livro de acesso gratuito, que está disponível em https://repositorio.ispa.pt/handle/10400.12/8400.