Serviço de Patologia Clínica do HFF participa em curso de pós-graduação

23 Agosto, 2021

O Serviço de Patologia Clínica do Hospital Professor Doutor Fernando Fonseca (HFF) foi convidado a lecionar uma aula prática de Microbiologia no Curso de Infeciologia Pediátrica organizado pela Unidade de Infeciologia do Centro Hospitalar e Universitário de Lisboa Central – Hospital Dona Estefânia. Este curso teve como público-alvo médicos, enfermeiros e outros técnicos de saúde.

A quarta edição desta pós-graduação, que decorreu entre abril e julho de 2021, realizou-se exclusivamente online (por vídeo conferência) devido à pandemia, tendo a referida aula sido gravada no laboratório de microbiologia do Serviço de Patologia Clínica do HFF. Contou com a participação de diversos profissionais de saúde deste referido serviço, tendo como tema “O laboratório nas doenças infeciosas”.

O HFF tem por principal missão a prestação de cuidados de saúde humanizados e diferenciados em todo o ciclo de vida da pessoa. Fazendo também parte dos seus eixos prioritários de ação a investigação, ensino e formação pré e pós-graduada. Luísa Sancho, médica e diretora do Serviço de Patologia Clínica do HFF, refere que “para os profissionais e para os utentes é extremamente importante que, para além da vertente clínica e dos cuidados diferenciados de saúde que prestamos, colaboremos com este tipo de iniciativas sempre que somos convidados”. Na área da saúde a partilha do conhecimento técnico e científico são muito relevantes, “pelo que estes convites que nos têm sido endereçados para participar em atividades letivas são um reconhecimento do empenho, profissionalismo e capacidade técnica do Serviço de Patologia Clínica, mas também do próprio HFF”, conclui Luísa Sancho.

A Patologia Clínica é uma especialidade médica basilar e transversal a todas as especialidades, dedicando-se sobretudo ao diagnóstico laboratorial de doenças. Mais de 70% dos atos médicos são suportados por esta especialidade médica, sendo importante na prevenção, diagnóstico, prognóstico até à terapêutica e monitorização da doença.

O trabalho diário consiste em dar resposta aos pedidos de exames laboratoriais dos diversos serviços e especialidades, bem como interpretar e integrar os resultados. Este trabalho é fundamental para o diagnóstico e escolha das terapêuticas adequadas ao caso específico de cada paciente.